Rota 66 - A estrada mais pop do mundo

Um pouco de história

Em meados da década de 1920, o governo americano aprovou a construção de uma ligação rodoviária entre Chicago no centro-norte dos Estados Unidos, e Los Angeles, na costa oeste. Trilhas lamacentas já forneciam uma conexão precária entre as duas cidades, mas o plano era fazer uma via moderna. No verão de 1926, a nova estrada foi batizada oficialmente como U.S. Highway 66. Nascia um mito, a Route 66 ("Rota 66"). Logo ela se transformaria em vários símbolos para os americanos. Nos anos 30, época da Grande Depressão uma terrível crise econômica , a estrada passaria a significar esperança. Na década de 40, tempos de Segunda Guerra Mundial, a Route 66 simbolizaria a união do país. Tomada por milhares de caminhões que levavam tropas e munições de uma costa a outra dos Estados Unidos, ela foi palco da maior mobilização militar da história americana.

Mas foi só nos anos 50 e 60 que finalmente a rota se tornaria um sinônimo quase mundial de liberdade. Dirigir sem destino por ela era bem mais que um passatempo turístico: tratava-se de rejeitar o ambiente conservador da costa leste para se aventurar na ensolarada e liberal Califórnia. A Route 66 representava uma mobilidade sem precedentes até então, que tornava livre qualquer pessoa que soubesse dirigir um carro ou uma moto.
A grande ironia é que o mesmo ideal de mobilidade cada vez maior incentivou a decadência da rota. O constante aumento de tráfego exigia estradas mais largas e seguras e, por volta de 1970, quase todos os segmentos da via original receberam desvios para uma moderna rodovia de quatro pistas.
Ainda assim é possível viajar hoje pela semi-desativada Route 66. E será muito difícil tirá-la do imaginário dos motoristas americanos. Conceitos como o de postos de serviços (com primitivas lojas de conveniência) e o de motéis (mais práticos e baratos que os hotéis comuns e sem a conotação erótica que têm no Brasil) surgiram na simbólica via. A velha estrada pop rumava mesmo para o futuro.




Deixe uma mensagem

       
         
         
         
         
         
         
         
         
         
         
         
         
   


Deixe uma mensagem












Subir